terça-feira, 23 de junho de 2009

MAU (IN)FORMADO


Na noite vaga
Divago à solta
Pensamentos, com verdades muitas
Mas sanidade pouca
Faço da noite minha esposa
Da madrugada, tiro a roupa

Devaneios e palavras
Frases controversas
Vontades diversas
Como a diversidade de minha alma
Com opiniões bem formadas
Mas talvez mal informadas
Afinal nasci assim

Ninguém me disse
Que o mundo era tão triste
Que este vazio era eterno
E que maldade existe

Ninguém me contou
Das mulheres maltratadas
Das crianças passando fome
E nem me disseram,
Pra temer o bicho homem

Não me contaram da desesperança
Da extinção dos animais
Não me foi dito, que depois de vir a este mundo
Seria sem retorno,
como um navio que deixa o cais
Seguindo no horizonte incerto
Na incerteza de paz

Mas a maior omissão foi não contarem
Que quanto mais vivesse
Mais iria querer voltar atrás

(João Paulo de Souza Almeida)

15 já divagaram:

Lee C. 23 de junho de 2009 10:44  

gostei muito desse
acho q foi o melhor ^^

larissa 23 de junho de 2009 18:18  

Mas pra que voltar atras?? A madrugada é triste, ela nos traz lembranças, e desejos, e nela repensamos muito sobre tudo e todos. Mas voltar atras nao.. jamais!

john 23 de junho de 2009 22:47  

obrigado Lee

abraços

john 23 de junho de 2009 23:08  

Larissa não acho a madrugada triste, acho poética, singela, e como digo no poema é quase minha amante, me sinto uma criatura noturna.
quanto a querer voltar atrás , sim eu gostaria muito de voltar atrás viver minha infância e adolescência...
teria feito diferente muitas coisas, teria amado mais, chorado mais...
mas como não posso voltar atrás tento fazer melhor no meu hoje.

abraços

Carolinda 24 de junho de 2009 15:45  

Ao ler os seus textos,eu pude ver o quanto sou lega no assunto blogs e mais no assunto que eu achava ser "best" que seria coisas do coração....As vezes me acho egoista e um pouco displicente,pq eu ligo e me importo com mulheres maltratadas e crianças passando fome,mais não faço nada,não dedico almenos 5 minutos do meu tempo para escrever ou simplismente pensar nisto...Séra que sou um monstro ou sou somente humana?
Parabéns,vc fez eu ter os meus 5 minutos de reflexão.


Obrigadoooo

Delirium 24 de junho de 2009 21:48  

Apesar de sermos educados para a indiferença não podemos nos conformar... Encarar as diversidades é o caminho! Texto muito bom!

D.

john 24 de junho de 2009 22:20  

Bem Carol, nossa sociedade produz monstros sim, mas não acho que seja o seu caso, vc é humana. o problema é que cada vez mais, devido aridez dos relacionamentos inter-pessoais, o ser humano tem se tornado não muito diferente dos monstros frios e calculistas que no cinema abominamos e intitulamos "vilões".
e sim os blogs tem muitas utilidades, pra mim ele serve como "a minha maneira de tentar mudar o mundo" cada um dá um significado ao seu próprio blog, portanto não considere-se menor ou maior que ninguém neste aspecto, apenas diferente.
seja sempre bem vinda!
abraços

john 24 de junho de 2009 22:31  

concordo com você Delirium, mas nem sempre é fácil remar contra a maré.

abraços

Júnior Vondrake,  26 de junho de 2009 02:09  

Muito bonito.
Me pareceu a historiad Buda num poema.
rsrsrsrs

john 26 de junho de 2009 02:42  

não entendi por quê a história de Buda?
rsrsrs

Júnior Vondrake,  26 de junho de 2009 10:17  

Por causa dos trechos em que o poema se refere a (sendo sucinto) não terem-no avisado sobre o mundo e suas mazelas e a vontade de voltar. Buda foi assim. Diz a lenda que ele era um principe que se quer sabia o que era um mendigo ai qunado ele saiu uma vez ficou maravilhado (e assustado) com o mundo que ele não conhecia, voltou, se assutou, mas depois seguiu em frente.
Por isso

john 26 de junho de 2009 14:21  

HUm, não conhecia, este trecho da saga do mesmo, seria coincidência? ou iluminação?
rsrs
abraços

Carolinda 27 de junho de 2009 18:20  

Obrigado pelos comentários, é realmente tudo o que vc disse vc tem a sua razão, mais só recapitulando, se vc já passou o que eu passo hoje como vc mesmo disse,vc deve saber muito bem como é difícil esquecer ou simplesmente extirpar uma pessoa de seu coração ou dos teus pensamentos.
Eu sofro até hoje sim e não é em vão.
Mais como toda boa menina (o que eu não sou mais tento ser rsrs) eu tento seguir todos os conselhos que me dão,e os teus mesmo tendo muitas palavras difíceis que nem sei o que realmente significam,me fez ver que eu tenho muito o que aprender e conseqüentemente muito o que sofrer ainda.

Beijos e mais beijos ....
E também seja bem vindo no meu blog.
Te add no MSN ok

john 29 de junho de 2009 07:56  

RE: Carolinda

è Caro, a vida infelizmente em surpresas desagradáveis, por sinal pretendo abordar alguns desses temas em futuras divagações.
seja sempre bem vinda.
Bjos.

john 29 de junho de 2009 17:11  

RE: Carolinda

è Carol, a vida infelizmente em surpresas desagradáveis, por sinal pretendo abordar alguns desses temas em futuras divagações.
seja sempre bem vinda.
Bjos.

Selos recebidos


Selos recebidos de Viviane do blog:

Gestão com pessoas




Regras do Selo Literatura e Arte

1) Dizer 8 características sua.

2) Convidar 8 amigos e avisá-los

3) Mencionar as regras

Respostas:

1-Preciso/2-Passional/3-Honrado/4- Detalhista/5-Educado/6-Decidido/7-Amigo Fiel/8-Humanitário





Regras do Selo Sonhei com esse blog.

REGRAS DESSE SELO:

1) Escrever 4 sonhos impossiveis ou não, que você tenha.

2) Indicar 4 blogs que quiser

3) Linkar quem te mandou o selo

Respostas:

Viajar para a Itália

Ter uma Blazer

Tornar-me um grande escritor

Publicar meu livro

Blog Archive

About This Blog

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP