sexta-feira, 22 de maio de 2009

CORAÇÃO COM TINTA E PAPEL - Confabulando


Ontem eu perguntei pro Dante, o porquê de ser poeta

Já que para o mundo palavras são palavras

E poesia não presta

Mas confabulando com Alves, Raulzito escrevia

É, viva a poesia!

Antes até camões, versava navegando

Falando de terras distantes

Contando desenganos

E até o “amado” Jorge

Com luxúria e alegria

Iluminado por Zélia

Poetizava a Bahia

Ainda em minhas andanças

Buscando minha metade

Conversei com o pensador

Na Monalisa vi vaidade

Encontrei com o Drummond, e aprendi a verdade

Mas foi lendo bandeira, que tracei a minha meta

Abandonei a sanidade

E me tornei Poeta

(João Paulo de Souza Almeida)


6 já divagaram:

Cláudia,  22 de maio de 2009 17:13  

é muito interessante o teu poema gostei...

"Os poetas são como os pássaros: a menor coisa os faz cantar."
(François-René de Chateaubriand"

abraço: Sol

Lee C. 22 de maio de 2009 19:25  

poesia pra mim é poesia marginal. Ferreira gullar, paulo lemiski...
;)

Junior Vondrake 22 de maio de 2009 20:28  

Poesia marginal??

E...

Bem... o que dizer?

Como analista de poesia sou um otimo cozinheiro, mas...

Direi, sinceramente, que esta otimo pelo fato de vc ter usado trocadilhos que pudessem sustentar seu poema, poesia ou seja la como se chama.

Tenho dito

john 25 de maio de 2009 11:22  

Realmente sol, qualquer coisa faz um
poeta se inspirar, mas a nossa maior fonte de inspiração ainda é ter uma "Mona lisa"
abraços

john 25 de maio de 2009 11:27  

Também gosto de poesia marginal lee, mas esse poema em específico eu citei grandes poetas, que se vocÊ observar em sua maioria, não vendeu livros em porta de bares, mas foi marginalizado e perseguido , seja pela ditadura, pelo preconceito de sua época ou simplesmente por serem considerados loucos ou rebeldes sem causa. A exemplo: Da Vinci, Jorge Amado, Raul Seixas entre outros, portantoo fato deles não seguirem o padrão Que define a poesia "marginal" eu não posso desfazer de suas obras.
quando se escreve poesia aprende-se que o que importa não é a capa e sim o conteúdo, e recentemente uma pessoa maravilhosa me ensinou isso
abraços.

john 25 de maio de 2009 11:31  

è senhor Von Drake o senhor sempre acompanhando minhas divagações com comentários que me exaltam além do que sou e adicionando bons "bocados" aos meus textos sejam eles poemas, poesias ou divagações, e só fazendo uma resalva eu acho você um bom analista poético sim, não por que você elogia meus poemas, mas por que, você avalia minha alma, meu estado de espirito ao escrever os mesmos, e isso me faz ter a noção de que consegui passar bem a minha mensagem.
Muito obrigado por seus coments sempre tão bem vindos!
abraço

Selos recebidos


Selos recebidos de Viviane do blog:

Gestão com pessoas




Regras do Selo Literatura e Arte

1) Dizer 8 características sua.

2) Convidar 8 amigos e avisá-los

3) Mencionar as regras

Respostas:

1-Preciso/2-Passional/3-Honrado/4- Detalhista/5-Educado/6-Decidido/7-Amigo Fiel/8-Humanitário





Regras do Selo Sonhei com esse blog.

REGRAS DESSE SELO:

1) Escrever 4 sonhos impossiveis ou não, que você tenha.

2) Indicar 4 blogs que quiser

3) Linkar quem te mandou o selo

Respostas:

Viajar para a Itália

Ter uma Blazer

Tornar-me um grande escritor

Publicar meu livro

Blog Archive

About This Blog

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP